quarta-feira, 28 de julho de 2010

Carlinhos Veiga


A música regional brasileira de Carlinhos Veiga

Carlinhos Veiga nasceu em Goiânia, e desde pequeno foi influenciado pela musicalidade sempre presente na família. Nos anos 80, iniciou sua carreira, caracterizada desde então pelo compromisso com as raízes culturais brasileiras.

Muito embora a música de Carlinhos Veiga tenha por base instrumentos característicos da sonoridade regionalista, como a viola caipira, a viola de cocho, o acordeom, as percussões, entre outros, a aplicabilidade dos mesmos resulta num som com nuances urbanas, fruto dessa miscigenação de sonoridades. Seu trabalho tem, ao mesmo tempo, a influência da música de raiz e de artistas consagrados no atual cenário da música popular brasileira. Carlinhos não é purista. Revela em sua obra a confluência dos estilos com os quais convive. O resultado dessa caminhada pode ser percebido em seus seis CDs.

A viola caipira foi introduzida no trabalho de Carlinhos em 1990, quando ainda atuava no grupo musical Expresso Luz. Cinco anos mais tarde participou do Prêmio BEG Natureza, promovido pelo Banco do Estado de Goiás, recebendo o prêmio maior na categoria canção. O resultado foi a gravação de seu primeiro CD solo, TERRA (1995), uma produção independente.

Em 1997, com sua transferência para Capital Federal, fez novas parcerias e amizades musicais que acabou resultando em novos projetos. Uma das faces foi o lançamento do CD MENINO pela produtora Estação, em março de 1999.

Em 2002 lançou o seu terceiro trabalho, MATA DO TUMBÁ. A grande inovação deste CD foi a busca de uma sonoridade acústica mais fiel. Ritmos como o bumba-meu-boi, pagode de viola, folia de reis, marcaram presença. A faixa, "Uma vida melhor" foi gravada tendo por acompanhamento a viola de cocho e uma rabeca artesanal, instrumentos raros no meio musical contemporâneo. O consagrado músico Hélio Delmiro participou especialmente em 3 faixas, ora com seu violão ímpar, ora com linhas inovadoras na viola caipira.

Com uma banda consolidada, lançou em 2003 o CD SANTA LOUVAÇÃO, gravado praticamente ao vivo em estúdio, por isso cognominado "quase ao vivo".

Numa parceria com o músico capixaba Rogério Pinheiro, seu antigo companheiro de Expresso Luz, compôs, produziu e gravou o SIRIPEQUI – entre mangues e cerrados, no ano de 2005. Nesse trabalho Veiga e Pinheiro cantam suas terras: o mangue e o cerrado, o siri e o pequi. Nas canções esbanjam poesia e harmonia, descrevendo as belezas regionais.

FLOR DO CERRADO (2007) é o seu último trabalho. Nele registra canções de sua autoria e de outros compositores que possuem um significativo e importante trabalho na música popular brasileira. As canções regionais já consagradas pelo público em geral como “Pagode em Brasília” e “Poeira” são revisitadas com novos arranjos. O CD tem o patrocínio e apoio cultural do FAC – Fundo de Arte Cultura, da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (GDF).

Nos últimos anos Carlinhos se apresentou em Brasília na sala Martins Penna do Teatro Nacional, Teatro SESI de Taguatinga, Projeto Cultural da Aliança Francesa, Estação 504 do SESC, Feitiço Mineiro, Sala Cássia Eller do Complexo Cultural da Funarte e Clube do Choro. Mostrou seu trabalho nas cidades de Goiânia, Belo Horizonte, Vitória, Belém, Porto Velho, Tatuí (SP), Maceió, Olinda, Rio de Janeiro, São Paulo, Pelotas (RS), Curitiba, Florianópolis, Londrina e em países como Angola, Estados Unidos, Portugal e Itália. No ano passado foi convidado a encerrar o show da prévia do Brazilian Day, em Nova Iorque, sendo recebido calorosamente pelo público presente.

Em 2008 realizou o projeto PELAS ESTRADAS DESSES BRASIS, em parceria com a Funarte – Ministério da Cultura. Nele realizou uma série de quatro shows dividindo o palco com músicos de diversas regiões brasileiras: Stênio Március (São Paulo), Rubão (Maranhão), Expresso Luz (Goiás) e Telo Borges (Minas Gerais). Pelo sucesso alcançado, o projeto terá sua continuidade no segundo semestre de 2009, com os convidados Chico Lobo, Banda de Boca entre outros.

Atualmente Carlinhos Veiga está trabalhando na finalização de seu primeiro DVD, chamado “Chão”. Gravado na cidade histórica de Pirenópolis, em Goiás, contou com a parceria da Toca de Barro Filmes.

Discografia

1995 - Terra
1997 - Menino
2002 - Mata do tumbá
2003 - Santa Louvação
2005 -SiriPequi
2007 - Flor do cerrado

Adquira os CDs "Siripequi" e "Mata do Tumbá" na Loja Virtual VPC:
http://www.vpc.com.br/commerce/website/loja_cats.asp?loja_cat=3&loja_sub=114

Adquira o CD "Flor do Cerrado" na Livraria Socep:
http://www.livrariasocep.com.br/loja/produto_dados.jsf;jsessionid=0646A8645C6B5E5231670F1BDE9A232F?cod=06011000&prod=52994

Assista ao vídeo promocional do DVD "Chão, Viola e Gente".


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review