sábado, 4 de fevereiro de 2012

Entrevista - Jorge Camargo


Entrevistamos uma das maiores referências da música cristã brasileira, o cantor/compositor/escritor Jorge Camargo. Há 30 anos atuando na música cristã, Jorge se prepara para lançar o CD "Definitivo" que trará releituras de seus trabalhos, além da participação de muita gente boa!
Confira abaixo a entrevista:

01) MPBSanto - Jorge, fale-nos um pouco da sua trajetória no cenário musical cristão.
Jorge Camargo - Minhas duas grandes escolas foram Vencedores por Cristo, a missão/banda com quem trabalhei e tive minhas primeiras experiências de gravação como instrumentista no início da década de 80, e também o grupo Semente, do qual fui parte, de 82 a 87, e onde tive minha primeira experiência de gravação-solo. Sem falar, obviamente, na convivência, na ênfase ministerial, na visão. Em 87 gravei meu primeiro disco-solo, Salmos. Até hoje foram 7 no total, mais 2 coletâneas.

02) MPBS - Você tem um violão bonito, todo vazado, é um Ramá? Além deste quais outros instrumentos possui?
JC - Este violão foi feito pelo Carlos Novaes (http://www.novaesguitars.com/). Além dele, tenho um outro, também feito pelo Carlos, acústico, que uso só pra gravar, e um terceiro, um Yamaha, de aço, uma doce lembrança do Rubem Ciola, um amigo muito especial que há muito nos deixou.

03) MPBS - Suas influências vem exclusivamente da música ou existem outras fontes? Quais são?
JC - Nos últimos anos, tenho buscado inspiração na literatura, em nossos poetas e romancistas. Manuel Bandeira, Mário Quintana, Drummond entre outros foram (e têm sido) leitura obrigatória.

04) MPBS - Além de compor você gosta de escrever? Como foi a experiência com o projeto "Somos Um" (livro acompanhado de CD)?
JC - O projeto Somos Um nasceu por influência do meu mestrado em Ciências da Religião, quando tomei contato com alguns dos personagens do livro. Tenho planos de escrever mais. Por hora, no entanto, o foco está em mais composições e gravações.

05) MPBS - Você possui uma longa vivência e vasta experiência com a música cristã brasileira, penso que seria bacana você escrever um livro sobre o tema, o que acha?
JC - Eu já escrevi sobre o De Vento em Popa, disco emblemático de VPC. Mas penso sim, em falar mais desses últimos 40 anos de música.

06) MPBS - Depois de "Somos Um" você lançou o "Tudo que é bonito de viver", este projeto soa diferente dos demais pelas próprias composições, homenagens e participações especiais, conte-nos sobre este projeto.
JC - O Tudo que é Bonito é um disco de MPB, que tem os valores do evangelho partilhados numa linguagem despida do evangeliquês. Ele fala de céu, de felicidade e de eternidade, valores do Reino de Deus. Além do que, 6 das onze canções são assinadas por pastores. Estou bem "coberto" (risos).

07) MPBS - Você possui uma conta no Twitter (@jorgegcamargo) e recentemente andou fazendo twitcams ao vivo em parceria com Gladir Cabral (@gladir), o que achou da experiência?
JC - Foi ótima. Vou repetir em breve.

08) MPBS - O Gladir lançou o DVD "Casa Grande", logo depois o João Alexandre também lançou o DVD "Dois Tempos" e recentemente o Baixo e Voz gravou o DVD "20 anos", o que é fantástico para os amantes da MPB cristã, você pensa em gravar um DVD?
JC - Penso sim, mas algo mais no estilo de documentário, e com canções em estúdio. Minha prioridade agora é conseguir patrocínio pra viabilizar outros 4 novos projetos: Cidades, An(danças), Artistas (com Gladir), além de um disco interpretando outros compositores, e uma releitura de novos salmos.

09) MPBS - Para comemorar seus 30 anos de carreira você trabalhou um projeto especial intitulado "Definitivo" e que conta com diversas participações especiais, fale-nos sobre este projeto e em que fase está atualmente.
JC -O repertório do CD Definitivo, que pretende ser um registro de meus 30 anos de caminhada, com a participação de gente nova como Juliana Bragança, Jader Gudin e Aline Pignaton registra canções que abordam desde a herança hebraica mais remota (a saga de Abraão - Javé Jirê, na canção Farol), passando pela riqueza sapiencial e literária dos Salmos (Melhor que a Vida, Bendize, Teus Altares), pela literatura profética (Mar do Esquecimento, Letra Morta), pela mensagem do cristianismo primitivo (Ajuntamento, Bondade, Muitos Virão te Louvar), pela fé dos reformadores (Respostas), pelos movimentos avivalistas e pietistas (Amolece o meu Coração, Adorador) e o metodismo (Viva Chama, Maravilhoso Amor) até o diálogo contemporâneo entre espiritualidade e literatura (Pastores de Palavras). Tudo isso ao som de samba-canção, toada, balada mineira, valsa, bolero, ijexá. Ele já está no forno e deve estar pronto ainda em fevereiro.

10) MPBS - Além deste novo projeto, você também está inovando na web lançando o website Ajuntamento (http://www.ajuntamento.org/), qual é a idéia deste website?
JC - A ideia do site é ser um espaço de divulgação de artistas cristãos independentes. Algo como você no MPBS já vem fazendo (e muito bem). No entanto, precisamos de mais. E de ações coordenadas e unidas. Vale o velho ditado: uma andorinha só não faz verão.

11) MPBS - Com quem você já fez parceria e com quem você gostaria de fazer? Quais os músicos cristãos contemporaneos você gosta de ouvir?
JC - Na década de 80 conheci o Guilherme Kerr, que se tornou um grande parceiro, além de uma referência em se tratando de autoria (foram mais de 30). À época escrevi canções também com Nelson Bomilcar, uma única (Quando Seu Amor Flui em Nós) com Sérgio Pimenta e outras tantas com Jorge Rehder. Houve também canções em parceria com Carlinhos Veiga, João Alexandre, Marquito Cavalcanti, Naum Esteves e Paulo César Brito. Mais recentemente, tive o privilégio de compor com Abel Moura, Artur Mendes, Baixo e Voz, Felipe Silveira, Gerson Borges, Fernando Merlino, Tiago Vianna, Ana Spolon e Denis Campos. Não posso deixar de destacar o Gladir Cabral, com quem tenho escrito com mais frequência ultimamente (também já passamos das 30). Há também um novo parceiro, o Fabricio Matheus, com quem tenho (por ora) duas canções.
Eu gosto de ouvir todo artista que tenha compromisso com a linguagem poética, com música que reflita a sua verdade artística, independentemente de estilo.

12) MPBS - Muitos artistas tem uma música em que diz: "Esta é a música que eu gostaria de ter escrito", para você tem alguma música assim? Qual?
JC - Tem tanta coisa boa...rs. Há tantas obras-primas de João Alexandre, Gladir, Pimenta, Gerson Borges... a lista é grande.

13) MPBS - Se você pudesse regravar um disco de um artista (cristão ou não), qual seria?
JC - Eu tenho bastante coisa inédita que gostaria de gravar, não penso em regravar um disco de ninguém.

14) MPBS - O mercado da música gospel continua aquecido ao ponto de emissoras de TV dedicarem espaços em suas programações para este tipo de música e artistas não-cristãos se interessarem por gravar CDs gospel, o que você acha disso? Você acha que a própria igreja tem alguma culpa nisso tudo?
JC - Eu tenho me ocupado tanto de pensar em caminhos pra viabilizar meus novos projetos que não tenho acompanhado o mundo gospel. Acho que ele tem as mesmas características da indústria cultural. Com tudo que ela possa ter de bom e de ruim.

15) MPBS - Você ministra um curso chamado "Faça suas próprias canções", como funciona este curso? Já pensou em ministrá-lo pela internet?
JC - Como compositor, quero deixar um legado, uma inspiração pra quem está chegando. O curso tem como objetivo dar ferramentas a quem deseja escrever suas canções, faz isso instintivamente, e gostaria de ter uma técnica que lhe auxiliasse no processo de autoria. A ideia da Internet é boa, não havia pensado nessa possibilidade.

16) MPBS - Qual a sensação de ter músicas como "Muitos virão te louvar", "Teus altares", "Ajuntamento" entre outras, sendo executadas até hoje nas igrejas?
JC - É a da propaganda do cartão de crédito, "não tem preço".

17) MPBS - Deixe um recado para os leitores do blog MPB Santo
JC - O MPB Santo tem feito um trabalho inestimável de divulgação de muita gente que, de outra maneira não teria nenhum espaço. Parabéns a vocês que prestigiam e apreciam esse trabalho.

Nota do blog: Agradecemos ao Jorge pela disposição, pela simpatia e pelo apoio dado ao blog MPB Santo! Que Deus continue a abençoá-lo e inspirá-lo em sua arte!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review