terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Kol Brasilis


Por Obadias de Deus

Biografia
O Kol Brasilis sintetiza, de certa forma, a realidade possível de meu ideal enquanto músico. Cresci numa família de músicos (meu pai era regente de banda e coro), cercado de partituras, e desde pequeno nutri o desejo de ser um compositor. Para isso eu teria que estudar música mas, quando fui decidir minha carreira profissional, não escolhi a música porque minha prioridade era não passar as privações financeiras que meus pais passaram e eu não via como resolver essa equação estudando música.

Desde os 8 anos até os 25 ao menos, aprendi a tocar diversos instrumentos de sopro e cordas. Depois dos 15 anos até os 39, trabalhei com diversos grupos instrumentais e vocais (coros, inclusive), geralmente como regente e arranjador. Ao longo dessa experiência toda eu nunca conseguia um grupo que fosse capaz de cantar sem problemas meus arranjos porque eu sempre gostei de soluções mais complexas.

Foi aos 30 e poucos anos que, ao fazer um curso de arranjo popular com o maestro André Protásio, do Rio de Janeiro, justamente para dar uma cara mais popular brasileira a um coro jovem que eu trabalhava que eu mantive contato com alguns arranjos dele muito bem escritos e me ocorreu a ideia de fazer o mesmo com algumas músicas minhas. Escrevi um arranjo a partir de um hino da Harpa Cristã, “Em Jesus”, arranjo esse que foi o trabalho de conclusão do curso com o André Protásio, e convidei alguns amigos para o cantarem, bem como os próximos que eu escreveria. Eram amigos da infância e dos grupos vocais que trabalhara, todos eles com um nível de percepção que eu sabia serem minimamente suficientes para executar meus arranjos complexos.

A verdade é que os arranjos ficaram melhores do que eu esperava e, como o grupo não faria muito sentido sem um objetivo claro, eu resolvi registrar os arranjos. A ideia inicial eram registros amadores mesmo mas, para encurtar a história, acabei contatando o João Alexandre e, desde 2003, estamos gravando o CD. Tão demorado não por causa da complexidade dos arranjos, que por si só já justificariam um longo período de confecção do CD, mas por causa da minha indisponibilidade de tempo, até mesmo para escrever os arranjos, a dificuldade de reunir o pessoal para os ensaios (é preciso ensaiar muito os arranjos para eles ficarem minimamente decentes para serem ouvidos) e, por fim, a mobilização necessária para as gravações. Ao longo desse tempo solidifiquei meus conhecimentos de harmonia com o grande mestre Carlos Leal Ferreira, o que me ajudou no domínio da linguagem.

O fato é que, em 2012 finalizaremos o CD (falta pouco), no grupo já passaram diversos integrantes e, desde 2011, resolvi investir em apresentações. Compramos microfones e estamos, aos poucos, preparando um repertório composto de alguns arranjos do CD e outros arranjos exclusivos para apresentações (mais simples). Para completar meu objetivo antigo, ao longo de 2011 (e dos anos anteriores também), meus contatos e amizades feitas com alguns instrumentistas, todos eles de altíssimo nível, permitiram pensar na realização completa do meu plano B musical: a partir de 2012, aos poucos, escreverei mais arranjos para vozes e banda (incluindo naipe de metais), com objetivo de tornar o Kol Brasilis, além de um grupo vocal que faz arranjos harmonicamente mais sofisticados, um grupo vocal e instrumental, que transite entre o popular e o jazzístico e que também utilize na escrita das vozes um pouco da tradição da escrita mais elaborada para coros (contraponto, por exemplo), algo pouco utilizado em grupo vocais que geralmente trabalham mais aspectos homofônicos, monofônicos ou solo suportado por acompanhamento harmônico-rítmico. Vamos ver se arranjarei tempo para tudo isso.

Por outro lado, um aspecto a considerar sobre o Kol Brasilis é que, ao contrário do movimento saudável existente hoje na música cristã e que eu chamarei de MPB Cristã, o meu trabalho com o Kol Brasilis não possui nenhum objetivo mais “nobre”. Explico. Se, de um lado temos uma música “gospel” comercial, de péssima qualidade em quase todos os sentidos (no aspecto técnico geralmente a qualidade é boa), temos a contrapartida que é o pessoal da chamada MPB Cristã que procura fazer uma música com qualidade, com conteúdo teológico, com beleza poética, que use uma linguagem que transcenda o gueto cultural evangélico e que, por fim, tenha algo a dizer à sociedade, que tenha uma “mensagem” cristã que edifique. Meu objetivo com o Kol Brasilis não é esse, é bem mais modesto: é o de fazer música apenas, música pela música e, se eu conseguir fazer algo relevante artisticamente, arte pela arte. Essa postura poderá ser interpretada como sintoma do meu cristianismo raso (talvez seja), mas eu prefiro evitar, sempre que possível, o auto-engano: se eu dissesse que a minha música é meio e que eu realmente quero anunciar o evangelho com isso ou levar uma mensagem através dela, seria mentira, pois o que me move no Kol é apenas o gosto e o prazer de encontrar soluções musicais e harmônicas interessantes. Mesmo porque não escrevo poesias, apenas músicas. Evidentemente, quando da escolha de um repertório que não seja meu, escolho músicas que causaram algum impacto em mim (portanto, são músicas boas), mas a escolha do repertório tem a ver com o que a música representa para mim e não com uma suposta mensagem que eu queira passar para as outras pessoas. Sendo assim, apesar de não ter essa preocupação em levar uma mensagem para as pessoas, sou um apoiador incondicional dos artistas que estão na labuta tentando produzir arte cristã com conteúdo e relevância e que traga alguma mensagem para a sociedade. No que se refere a mim, procurarei sempre fazer música de qualidade para que, independente dos meus objetivos e motivações, também glorifique a Deus.

Se tudo correr como o planejado, o próximo CD será de MPB. Não escrevo para evangélicos, não escrevo para não evangélicos. Escrevo apenas por uma realização pessoal. Se houver outras pessoas que apreciem o mesmo som e gostem de viajar comigo por essas aventuras musicais, será muito gratificante.

Kol Brasilis na web
Blog
Facebook Obadias de Deus

Contato
E-mail: obadias@friendship.com.br

Vídeo
Programa Plataforma - Música: "Estende a mão"


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review